Uma ilustre conversa com o amor.

“-Olá,sou o amor e estou entrando na sua vida.”

Assim,sem pedir “ por favor” ou pedir licença,apenas entra.Sem avisar,sem nos deixar questionar,sem ao menos nos dar tempo de colocar alguma bóia que nos proteja das ondas desse mar desconhecido: o amor.

Seus olhos estão fixos nos meus,você está me encarando,como costuma fazer quando quer alguma coisa.Então,lhe pergunto:

-O que você quer de mim?-questiono,com um olhar confuso.

No grau que chegamos(estou falando sobre minha mãos encostadas nas suas,meus pêlos arrepiados e meu coração quase te puxando totalmente para dentro),qualquer resposta que você dissesse minha cabeça iria dizer que sim.Meu coração iria concordar com a mesma, e minha razão iria se lamentar e dizer “ Lá vamos nós de novo...”

-O que você quiser me dar.Qualquer pedaço de você é precioso - respondeu,enquanto enrolava seus dedos em meus cabelos,inclinando minha cabeça.

E de repente,todos os sons de piano param na minha cabeça e pareço voltar ao mundo.Me afasto lentamente,-não era nem de longe a coisa que eu queria fazer- era a coisa correta a fazer.

Me questiono se você estará lá quando tudo estiver prestes a acabar.Se os prédios caírem ao meu lado,e tudo parecer ficar ainda mais apertado e a sobrevivência não ser algo possível,você ainda estaria lá?,você sabe,as vezes eu sou como um bebê...

Então,me diga,você estaria disposto a me pegar no colo e me convencer de que tudo ficaria bem?,você teria amor o bastante para segurar minhas lágrimas?.Você teria zelo o bastante para impedir que eu chorasse?

Você disse sim a todas as perguntas e suas ações condizem como se a resposta fosse não.Querido,porque você não me tira do lado dessa janela molhada de chuva ao lado direito da minha cama? Porque não me salva? Eu quero ser salva.E agora,os prédios estão se chocando uns com os outros,as árvores estão perdendo suas folhagens pelo vento rigoroso,as pessoas estão correndo em casais e eu permaneço parada e sozinha.Algo dentro de mim,ainda te espera.Talvez,você não venha.Talvez,você esteja em um dos casais que estão correndo,porém,meus olhos estão embaçados demais de lágrimas para ver,sinto um toque em meu ombro.

-Amor?-digo enquanto me viro,esperando ver seu rosto e seus braços abertos.

-Está tudo acabando.Porque não corre?-questionou uma senhora de idade,enquanto corria e olhava para trás analisando minha face por baixo dos cabelos que insistiam em se chocar com a minha face.

Correr.Tenho corrido demais todo esse tempo,corrido para perto de você,você é o destino fixado em meus olhos.No entanto,estou seguindo com base no amor e seu amor não parece ser o mesmo,por isso estou tão perdida.Seguindo em um caminho em que é necessário ter como atalho: o amor.E você parece ter mudado de mapa.Minhas lágrimas se chocaram com minhas mãos,fiquei as olhando e logo se multiplicaram com as gotas de chuva.Você não veio segurar minhas lágrimas,você causou as minhas lágrimas,vi alguém passando,correndo atrás de um casal,parecia inofensivo e ao mesmo tempo viciante,logo o reconheci.

-Amor? É você?

-Sim,não o seu amor especifico.Sou eu “O amor”.Nossa,nos vemos várias vezes não é mesmo? nem irei me apresentar,é de casa!

Disse ele,enquanto sentava ao meu lado em um banco molhado,meus joelhos estavam encontrando minha face e uma risada afobada saiu de minha boca.Acenei que sim com a cabeça,demonstrando um misto de tristeza e arrependimento em meu olhar que se encontrou com o chão e suas sujeiras.

-Olhe em meus olhos.Se você,não tivesse me visitado...Deixe pra lá,só saia daqui.Saia da minha vida.Sentir o amor acompanhado da dor,não é a minha praia.-disse enquanto mirava para o céu,buscando conforto.

E lá estava eu,conversando com o amor.Tantas perguntas ensaiadas(algumas até inacabadas) e nenhumas questionadas a ele.‘’Só saia da minha vida”,dizer isso para o amor parecia o meu maior desejo naquele momento e ele ficou em silencio.E procurei decifrar o barulho de sua respiração,e o seu olhar triste.

-Está se arrependendo de amar?-perguntou "O amor."

As palavras do Sr.Amor,de repente pareceram mais frias do que a temperatura ambiente.

-Talvez.

-Nunca diga isso,menina.-suas mãos estavam sobre o meu ombro-o amor pode lhe fazer chorar e o amor pode lhe trazer mãos com lenços naturais para secar suas lágrimas,só saiba fazer o amor durar.Não queira se livrar dele.-disse,enquanto se misturava com a chuva e entrava em outro coração.Sortudo coração.

Risadas vieram junto com o vento rigoroso e invadiram minha mente,caricias invadiram meu ar.Não estava entendo e logo vi que aquelas eram as minhas risadas,as mãos em volta ao meu rosto era as mãos dele e parecíamos estar flutuando e a força que nos fazia permanecer ali era: o amor.Minha força estava enfraquecida?

-Jen?

Ouvi-lo sussurrar meu nome fez com que um sopro de realidade tocasse meu pescoço.

-Não diga nada.-repousei minhas mãos sobre seu pescoço e o puxei para mim.

-Eu te amo.-disse ele,dizendo como se fosse a única coisa que valia a pena ser dita.

Procurei manter o amor entre nós.Procurei transformar o amor em uma corda que nos aproximasse mais e mais.Sorri,ao lembrar da minha conversa com o Sr.Amor,sempre quis perguntar,o porque ele insiste tanto em invadir a minha pessoa e uma voz ecôo como resposta:

-Você merece todo amor desse mundo e você recebe isso várias vezes,pois nós dois sabemos que tem força para amar.Você é uma das minhas escolhidas.-disse a voz ecoando pela sala.A voz estava certa.Eu sou feita de amor.Gosto de senti-lo,transmiti-lo,e conjuga-lo em minha vida,apesar de tudo.

Ele estava ali,a força que eu não tinha para correr ele me transmitia pelo calor de suas mãos e seus dedos acariciando os meus,diziam em silêncio: "Eu estarei lá.",estávamos seguindo o mesmo caminho,se baseando em um mesmo atalho: o amor.Sem pressa,sem querer ultrapassar sinais,apenas...Seguindo nosso mapa.


Espero que tenham gostado e...Feliz dia do sexo,danadinhos.

Ps1: Apaguei algumas postagens antigas que eram como um diário mesmo,porém,algumas eu deixei,pois fiquei com dó. Haha No entanto as postagens beeem antigas,são apenas um diário virtual.E as novas,são um diário virtual "arrumadinho" haha.

Ps2:Quem quiser falar comigo,estou no twitter.[@nathsantos]

Outros links estão ao lado,beijos.

91 leitores ja deram a sua opnião, agora é a sua vez!:

WilL Duarte at: 6 de setembro de 2010 07:49 disse...

O amor é uma coisa bastante complicada as vezes. Mas gostei do post, não vou conseguir me expressar sobre "O amor" desse jeito nunca, por ser uma coisa que eu realmente ainda não entendo muito bem!
Parabéns pelo post, muito bom! ^^

Sâmela at: 6 de setembro de 2010 07:53 disse...

Muito, muito lindo *-*
Existe aquele amor que te traz de volta a vida, e também existe aquele que te tira a vontade de viver.

Nath, at: 6 de setembro de 2010 08:23 disse...

Will,
Para mim,o amor é sempre algo complexo e talvez por isso,viciante.
E porque não? você pode sim expressar sobre qualquer coisa que quiser,é só tentar.
Obrigada pelos elogios e volte sempre.

Nath, at: 6 de setembro de 2010 08:24 disse...

Sâmela,
E as vezes um amor que junta as duas vontades.
Obrigada pelo elogio,beijos.

Tudo Teen + Tititi at: 6 de setembro de 2010 08:32 disse...

Que texto perfeito! Você escrever muito, mais muito bem! O amor, ah, o amor é a coisa mais perfeita que existe. Muitas vezes ele nos faz sofrer, mais, é a vida né? Temos que correr atrás dos nossos sonhos, dos nossos objetivos! Beijos :*

Rita Colatino at: 6 de setembro de 2010 08:33 disse...

Parabens pelo blog.

Nath, at: 6 de setembro de 2010 08:34 disse...

Tudo Teen,
No amor verdadeiro sempre existirá luta e obrigada pelos seus elogios,volte sempre.

Nath, at: 6 de setembro de 2010 08:34 disse...

Rita,
Obrigada,beijos.

Rafael at: 6 de setembro de 2010 09:00 disse...

=O
Uma apreciadora do amor!
xD
Ele vem sem pedir licença, meio mal educado... vai ficando como um vagabundo na casa do vizinho que não sai de jeito nenhum... e quando queremos que fique, ele vai embora, sem deixar uma carta, uma msg... simples assim!
Com certeza o melhor sentimento e o pior tb xD

bjaum!



www.suportedamente.blogspot.com

Ovos Mexidos at: 6 de setembro de 2010 09:07 disse...

Amei o post, parabéns :d

bjs

Nath, at: 6 de setembro de 2010 09:14 disse...

Rafael,
É uma combinação de sensações,não é mesmo?!
Obrigada e volte sempre.

Nath, at: 6 de setembro de 2010 09:14 disse...

Ovos mexidos,
Obrigada,volte sempre.

Hemmely at: 8 de setembro de 2010 09:20 disse...

gostei bastante do texto ^^
não sou mt relacionada á textos de amor e todo esse blablabla mas vc escreve muito bem .. parabéns :)

Letícia Fiorotto at: 8 de setembro de 2010 09:31 disse...

Nós devíamos ter o poder de barrar o amor toda vez que quisermos, controlar ele e nunca deixar ele mandar em nós. Mas nunca é assim, né.

Saraa at: 8 de setembro de 2010 09:58 disse...

O amor devia mesmo vir com uma boia, rs* mas as vezes acho que mesmo um navio não poderia nos salvar das ondas intensas do sentimento que a humanidade mais busca que é esse amoor ..
(seguindoo o blog)

spectromgm at: 8 de setembro de 2010 12:10 disse...

Nossa, texto... apaixonado! Você escreve muito bem, foi como se o "Amor" fosse mesmo algo concreto e não abstrato.
Parabéns.

BLOGUEIRO EXECUTIVO at: 8 de setembro de 2010 12:35 disse...

Acredito que um texto apixonado e bem escrito seja o ápice para nós leitores...

Nath, at: 8 de setembro de 2010 12:38 disse...

Hemmely,
Acredite,nem eu.
Porém,quem escreve precisa se acostumar com a idéia de que um tema fixo para se escrever não funciona,é sempre relacionado a inspiração do momento.
Minha amiga leu e disse: "Foi você que escreveu?..." algo como "Até parece que você é romântica."haha
Que bom,obrigada pelos elogios.
Volte sempre,beijos.

Nath, at: 8 de setembro de 2010 12:43 disse...

Letícia,
Nada que nos impeça de tentar e aproveitar ao mesmo tempo.Somos humanos,somos insistentes,pelo menos eu.
No entanto,se mandássemos no amor,perderia a magia,então..Que bom que não conseguimos o controle total.
Beijos.

Nath, at: 8 de setembro de 2010 12:43 disse...

Saraa,
Talvez,as bóias dêem a ilusão de que estamos seguros e lá vem a onda do amor-tsnunami,talvez?- e nos leva de novo.
Obrigada por seguir,e volte sempre.

Nath, at: 8 de setembro de 2010 12:44 disse...

Spectro,
Que bonito ouvir o que você disse,postei um trecho no twitter.
Fico feliz por conseguir lhe dar essa ilusão tão bonita do amor.
Beijos,e VOLTE SEMPRE!
Obrigada de novo.

Nath, at: 8 de setembro de 2010 13:32 disse...

Blogueiro executivo,
Obrigada pelas palavras,volte sempre.

J.R. at: 8 de setembro de 2010 13:33 disse...

Ainda não li todo o seu texto, mas pelo começo dá pra ver que vai ser bom!!! Parabéns pelo blog. Abraço.

JULIO at: 8 de setembro de 2010 18:30 disse...

Parabéns...
Blog demais.. texto fodão!
Acho.. incrivel... cm é dificil para mim entender o amor.. vou tentar uma converssa cm ele tbm! rs!

http://www.pescando-estrela.blogspot.com/

Seguido Tbm!

Ate +

Karla Hack at: 8 de setembro de 2010 18:30 disse...

Achei uma ótima reflexão..
Um texto sobre amor com um tom diferente do corriqueiro e muito bonito!
Gostei!
;D

onourcloset at: 10 de setembro de 2010 05:14 disse...

Amor? apareça logo.
Isso me lembrou alguém que vivo esperando. O meu super herói.
Amo encontrar blogs lindos... Assim como o seu.

Gostei de ti.
Da forma como você escreve.
Super criativo esse texto.

Beijoooooooooooos Nath ><'
@gabi_closet
Equipe: http://www.onourcloset.blogspot.com/

Thamyzinha Iwasaki at: 12 de setembro de 2010 17:48 disse...

o pior é que o SENHOR só aparece nas pessoas erradas e que não está nem ai para a gente!

Prii Nascimento at: 22 de setembro de 2010 05:39 disse...

nossa, fico muito lindo, lindo mesmo, e realmente essa e a verdade "/
mas enfim, amei demais *-*

Artie at: 22 de setembro de 2010 13:44 disse...

Diferente a abordagem do amor no seu texto. E é ai que reside o lado bom dele. Legal.

Mayara at: 22 de setembro de 2010 14:05 disse...

Sr. Amor precisa ser mais presente, com certeza adoraria bater um papinho com ele, mas tem sido bem legal comigo ultimamente, haha :B
Adorei o texto, muito legal e fácil de se identificar com ele.
Parabéns (:

Aniceto Lopes at: 22 de setembro de 2010 14:20 disse...

Conversar com o amor só assim mesmo, porque ultimamente so o que as pessoas sabem é banalizar o significado dessa palavra. :/

Marcos Aquino at: 24 de setembro de 2010 13:25 disse...

Amar.
O amor é um sentimento tão comum e tão normal.
Não precisamos de nada pra amar. É como um planta que cresce a cada dia.
Pena que o Eu te amo não é mais falado com sinceridade como era antigamente.
Amei. Amo. Beijos
Segui. Venho mais aqui.

Macaco Pipi at: 24 de setembro de 2010 13:25 disse...

a vida fica bem melhor assim...

Weender Augusto at: 25 de setembro de 2010 13:27 disse...

Eeh amor uma coisa que muitas Jovens de hojee devem esta conhecendo :D
Belo Post.

http://caminhandopelavida1.blogspot.com/

César at: 25 de setembro de 2010 13:48 disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Nath, at: 25 de setembro de 2010 18:49 disse...

J.R,
Obrigada,beijos.

Nath, at: 25 de setembro de 2010 18:49 disse...

Julio,
Boa conversa.E obrigada pelos elogios,volte sempre.

Nath, at: 25 de setembro de 2010 18:50 disse...

Karla,
Obrigada pelas suas palavras e fico MUITO feliz que tenha gostado.

Nath, at: 25 de setembro de 2010 18:51 disse...

Onourcloset,
Opa,sorte para você! Haha.
E obrigada pelas suas palavras e fico feliz que tenha gostado do texto e de quebra....De mim! Haha
Volte sempre,beijos.

Nath, at: 25 de setembro de 2010 18:51 disse...

Thamy,
Obrigada pela presença.

Nath, at: 25 de setembro de 2010 18:52 disse...

Artie,
Obrigada mesmo,volte sempre.

Nath, at: 25 de setembro de 2010 18:53 disse...

Mayara,
Eba,fico feliz que tenha conseguido se identificar.
Beijos.

Nath, at: 25 de setembro de 2010 18:53 disse...

Aniceto,
E menosprezar.

Nath, at: 25 de setembro de 2010 18:54 disse...

Marcos Aquino,
Realmente essas palavras são utilizadas com tanta freqüência por algumas pessoas que se torna banal e relevante.
No entanto,não compartilho disso,não mesmo.
Opa,volte mesmo.
Beijos.

Nath, at: 25 de setembro de 2010 18:54 disse...

Macaco Pipi,
:)

Nath, at: 25 de setembro de 2010 18:55 disse...

Prii Nascimento,
Fico feliz que tenha gostado,volte semnpre!

Nath, at: 25 de setembro de 2010 18:56 disse...

Weender Augusto,
Obrigada.

Nath, at: 25 de setembro de 2010 18:56 disse...

César,
Obrigada pelo elogio,volte sempre que quiser! ;*

Danilo de Lima at: 25 de setembro de 2010 19:05 disse...

Nossa, muito legal a forma como você trata o amor em seu texto! Gostei bastante! =)

http://desquotidiano.blogspot.com/

Lívia Priscila M. at: 26 de setembro de 2010 05:35 disse...

LINDO post! De verdade, me identifiquei demais! Lindo blog também!!
=*

renata at: 26 de setembro de 2010 06:31 disse...

O amor é altamente complexo; Amplo de tantos sentidos, trás bem, às vezes dor, chega sempre sem avisar, mas o que seria afinal da vida sem amor.

Rita Colatino at: 26 de setembro de 2010 06:46 disse...

muito bom, mesmo. :D
e realmente.. o amor chega, sem pedir licença e nem por favor. :D
e como é bom amaar :D
parabeens pelo blog.
Abraços.. Sucesso \õ

J.R. at: 26 de setembro de 2010 07:53 disse...

O amor é o sentimento mais bonito que existe!!! Parabéns pelo blog. Abraço.

diogo at: 26 de setembro de 2010 08:46 disse...

bastante criativo a estrutura do texto, também elogio a maneira que vc o conduziu...parabéns!

guilherme at: 26 de setembro de 2010 10:11 disse...

Nossa adoreii seu Blog super criativoo!
E fala de uma coisa que é muito complicada que é o AMOR!
Nota 10 pra você moça!
Parabens msmo!

Adilson Guimarães at: 26 de setembro de 2010 10:19 disse...

O amor nos faz vencer ou entregar à derrota. O amor nos torna plenitude ou covardia. É o sentimento mais forte, mais lindo que alguém pode sentir, mas como todas as melhores coisas, podem fazer muito mal, tanto quanto bem.

Gêsa at: 26 de setembro de 2010 11:51 disse...

Eu também quero essa força, também quero ser uma das escolhidas e ter a sorte de um amor simples e puro. Porque é assim que deveria ser.

Adorei seu texto, a abordagem principalmente. Parabéns. (:

http://cultb.blogspot.com

Thamyzinha Iwasaki at: 26 de setembro de 2010 11:58 disse...

ainda não conheço o amor, gostaria de poder sentir@!

Stivie Sena at: 26 de setembro de 2010 12:13 disse...

ADOREI O POST,jamais conseguiria descrever esse sentimento como você acabou de descrever,enfim..o post ficou perfeito
parabens

Ana Carolina at: 26 de setembro de 2010 12:24 disse...

Lindo post *-

Netinho at: 26 de setembro de 2010 12:38 disse...

nossa que blog em sucesso!
Faça uma visita!
Blog: http://explorerdigital.blogspot.com/
Twitter: http://twitter.com/explorerdigital
Feed: http://feeds.feedburner.com/explorerdigital
Facebook: http://www.facebook.com/NetSoft.F.P
Para parcerias entre em contato pelo orkut mesmo ou pela pagina de contato: http://explorerdigital.blogspot.com/p/contato_01.html
Obrigado pela atenção!

Pitti at: 26 de setembro de 2010 13:55 disse...

amor tenho medo disso
adorei achei lindo
mas falo amor eu to correndo pra longe bem longe
http://agbcinderela.blogspot.com

Ana at: 26 de setembro de 2010 16:46 disse...

Muito legal o texto, adorei!
Falar de amor me deixa depressiva nesse domingo chuvoso, lembro do meu amor que está longe!
Se quiser passa no meu blog!

http://curtatemporalidade.blogspot.com/

Beijoos

Karla Hack at: 27 de setembro de 2010 10:40 disse...

Já apareci aqui neste post...
Vou conferir outro!
;D

Dieison at: 27 de setembro de 2010 11:10 disse...

Mtu legal. Parabens pelo blog.

Anônimo at: 27 de setembro de 2010 11:57 disse...

ah, o amor! sempre rende ótimos textos como este

www.despauterio.com

IBANEZ at: 27 de setembro de 2010 12:49 disse...

AMOr = dor de cabeça ! ahahuauhuha

Mais é isso..todos precisam dele..nem q seja um pouco !^^

segue no grau !!

http://deposito66.blogspot.com/

Artie at: 27 de setembro de 2010 13:40 disse...

bela conversa com o amor... =]

Juηiøя - ล∂๏ℓэร¢эи†э ลи†эиล∂๏ at: 27 de setembro de 2010 14:25 disse...

ótimo texto parabéns pela organização do seu blog

@tulio_rox at: 27 de setembro de 2010 17:06 disse...

Parabéns pelo post!
feliz dia do sexo pra vc tmb...
mesmo ja tendo passado kkkk

http://entendaque.blogspot.com

diogo at: 27 de setembro de 2010 17:21 disse...

ja estive aqui
ta precisando de atualizar né
sucesso pra vc

James Rocha at: 28 de setembro de 2010 06:42 disse...

O amor é algo que chega sem avisar e que por mais que você tente você nunca vai estar preparado. Tá precisando atualizar né?

Astréia at: 28 de setembro de 2010 06:43 disse...

1 Coríntios 13

Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine.

E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda a fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse amor, nada seria.

E ainda que distribuísse toda a minha fortuna para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse amor, nada disso me aproveitaria.

O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece.

Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal;

Não folga com a injustiça, mas folga com a verdade;

Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.

O amor nunca falha; mas havendo profecias, serão aniquiladas; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, desaparecerá;

Porque, em parte, conhecemos, e em parte profetizamos;

Mas, quando vier o que é perfeito, então o que o é em parte será aniquilado.

Quando eu era menino, falava como menino, sentia como menino, discorria como menino, mas, logo que cheguei a ser homem, acabei com as coisas de menino.

Porque agora vemos por espelho em enigma, mas então veremos face a face; agora conheço em parte, mas então conhecerei como também sou conhecido.

Agora, pois, permanecem a fé, a esperança e o amor, estes três, mas o maior destes é o amor.

ADOOOOOORO essa pasagem da Bíblia!
Parabéns vc escreve muito bem...

O Poeta Analfabeto at: 28 de setembro de 2010 08:55 disse...

caramba Nath...
fiquei até sem palavras aqui.
vc manda bem demais...
eu pensei q eu fosse o unico q escrevia sobre sentimentos e coisas da vida haha!
na real, virei seu fã e favoritei aqui!
parabens moça, continue no mesmo ritimo!
Sucesso!

um beijo

[ ]'Luis

htt://luisvalensi.blogspot.com

Sâmela at: 28 de setembro de 2010 08:59 disse...

Já comentei aqui, vou em outro post *-*

Leticia at: 28 de setembro de 2010 11:51 disse...

Fiquei sem palavras, que poste perfeito !! Está de parabens !
Estou ajudando uma amiga minha com a divulgação do blog dela, ficarei grata se puder seguir e comentar !
http://gihcamp.blogspot.com/

J.R. at: 29 de setembro de 2010 03:09 disse...

Amei o texto!!! Lindo mesmo...

Renata at: 29 de setembro de 2010 15:18 disse...

O amor é o sentimento mais lindo que existe, falar de amor é falar de vida, de felicidade... dor às vezes. Mas amor que é amor vem sem ser esperado mesmo, chega sem aviso, vem para o bem!

Roni at: 30 de setembro de 2010 11:16 disse...

Vivemos o amor e estados de paixão, alguns acreditam q da paixão se deriva o amor, eu acho q o amor é feito de estados de paixão...E a paixão pode ser por qualquer objeto...cometemos loucuras por eles...parece que eu fiz uma breve (e perversa) interpretação do q vc escreveu, mas é minha maneira de dizer q gostei do q vc escreveu...
bjs

http://www.porumaportaiconoclasta.blogspot.com/

William at: 30 de setembro de 2010 11:39 disse...

Você escreve bem e parece que entramos no texto.
Sucesso e parabéns.

Camila Mello at: 2 de outubro de 2010 06:03 disse...

Sinceramente?
Não vejo dessa forma, pra mim amor é muito mais uma escolha, uma decisão.

Sentimentos muito intensos assim são perigosos. Mas ainda há loucos que gostam de se arriscar.
Então você é mais uma louca nesse mundo. rs!
Mas não como não falar que escreve muuuuuuuuito bem, muito tbm em questão de quantidade. hahaha Mas isso não é problema, é sinal de que tem muito a falar.
PArabéns pelo blog, Sucesso!!!

http://camila-mello.blogspot.com/

James Rocha at: 2 de outubro de 2010 07:07 disse...

Me preocupo se esse blog será atualizado :/

César at: 2 de outubro de 2010 07:37 disse...

Ahhh o amor...como é bom amar.
muito bom o texto.

Fabio Ramos at: 2 de outubro de 2010 12:52 disse...

Seu texto e seu lirismo intrínseco são muito bons! Como pensar em ter uma conversa com o amor dessa forma? Eu teria muitas questões a fazer...
Talvez eu não possa conversar com ele diretamente, mas o sinto diariamente no toque nas mãos de meus pais, no olhar de agradecimento de meus pacientes, na conversa com amigos; e só posso dizer que fazendo chorar ou não, não há como ter algo que melhor nos faça aprender e evoluir.
Abraços!!!

http://comunicationislife.blogspot.com/

Alana Bonifacio at: 3 de outubro de 2010 10:36 disse...

To seguindo seu blog, segue o meu tbm ? *--*

Camila Agulhari at: 3 de outubro de 2010 18:58 disse...

Não consigo me expressar sobre o amor. Não consigo vê-lo como um único sentimento, é paradoxal, nos causa uma chuva de sensações ambiguas...
Lindo post.

Arthur D'mello at: 6 de outubro de 2010 17:39 disse...

muito bom seu texto, gostei de como representou a forma repentina que o amor entra em nossas vidas, parabéns.

Karla Hack at: 8 de outubro de 2010 06:10 disse...

Já passei por aqui.. mas é sempre bom reler seus posts...
Sempré ótimos!

;D

Aprendiz at: 8 de outubro de 2010 22:07 disse...

O amor é mesmo embaraçoso, constrangedor, ridículo, pulsante, alegre e o mais triste dos sentimentos.

Tudo assim, paradoxalmente. Mesmo assim, viver sem amar é não ter uma praia onde jogar a âncora!

Te sigo.

Linny at: 10 de outubro de 2010 12:52 disse...

isto escrito é pura verdade
sem mais, perfeito

Clube do Filme at: 19 de outubro de 2010 16:53 disse...

Realmente, você escreveu de forma original.. Gostei muito!!

Quem sou eu

Minha foto
Carioca,leonina,amante da noite e do frio,a ''psicóloga'' de todos os seus amigo e acredita que a vida pode ser mesmo um palco,uma passarela ou qualquer coisa que tenha você no centro de tudo. Acredita em Deus,mas não no Deus de todo mundo. Acredita em anjos,mas estes estão bem aqui,na terra. Acredita em milagres e que eles vem de você. Acredita que as palavras tem poder e que o silêncio também. Acredita que se você acreditar muito em alguma coisa,todos vão acreditar e tudo pode se realizar. Todas as letras espalhadas tentando se encaixar formando palavras e estas formando um humilde texto: são de minha autoria.Não que eu acredito que alguém realmente se interesse em publica-los,mas se for fazer isso: me avise.

Populares

Nathalia A. Abreu. Tecnologia do Blogger.