Razão.

*Não revisei esse texto,sai escrevendo,fechei os olhos e deixei fluir.Quis capturar da forma mais real possível o que estava sentindo...*

Nossa! Sim,essa vai ser a primeira palavra desse texto,não poderia começar de forma mais sincera.Que saudade disso aqui! Abri o blog por acaso e comecei a ler todos os meus textos antigos e me emocionei.Fiquei emocionada com os meus sentimentos traduzidos em palavras,de uma forma que eu nem me lembrava ser capaz de fazer...O-K,sabemos que não sou nenhuma Clarice Lispector ou Caio Fernando Abreu(Apesar de termos o mesmo sobrenome,então me engano pensando que temos algum ancestral ai e um dia eu possa herdar esse gene dele...),mas lendo tudo aquilo eu pensava "Fui eu que escrevi isso? Como?',afinal tanta coisa aconteceu,tantas obrigações que me afastaram disso,o que eu mais amo: escrever.

Depois que inventaram o Iphone,me afastei do velho notebook...Consequentemente,das paginas do word que serviam de abrigo para meus desvaneios.Por isso,não sei se vocês vão entender,mas colocar o laptop no colo,posicionar minhas mãos e deixar a mente guia-las é mais do que mais uma ação do meu dia,é (re) descobrir quem eu sou.Esse texto vai ter de tudo: erros gramáticos,porque eu preciso dos excessos para mostrar o que estou sentido agora.Desculpa,gramática! Mas eu preciso de reticências
 inúmeras vezes e mostrar a pausa que eu dei VÁRIAS vezes,suspirando e pensando que nunca deveriamos abrir mão,POR NADA,de algo que nos faz tão bem.


A verdade é uma só: na vida,ás vezes,nos perdemos.Parece besteira,mas vamos vivendo a vida,fazendo o que ''temos'' que fazer,pensando que,por estarmos envelhecendo,estamos nos tornando mais sábios e maduros.NÃO!! Por que a garota de 15 anos que escrevia esse blog parece ser muita mais sábia do que a versão mais velha de mim? Esta versão deixou trancada em um quarto escuro a sua maior paixão,escrever.Todos temos algo que nos faz se sentir vivo,que faz a vida ter sentido pelo menos naquele momento...Então,querido leitor,não se perca! Jamais! Fique atento para não deixar de ser quem você é,por mais estranho e contraditório que isso seja,pois eu acredito que existe uma razão.Você precisa mostrar ao mundo quem você é,não existe ninguém que possa fazer isso por você.Ninguém que possa sentir por você e,se faz você sentir algo bom,não procure sentido nisso,apenas sinta,é o suficiente.






 
Mais informações »

Quem sou eu

Minha foto
Carioca,leonina,amante da noite e do frio,a ''psicóloga'' de todos os seus amigo e acredita que a vida pode ser mesmo um palco,uma passarela ou qualquer coisa que tenha você no centro de tudo. Acredita em Deus,mas não no Deus de todo mundo. Acredita em anjos,mas estes estão bem aqui,na terra. Acredita em milagres e que eles vem de você. Acredita que as palavras tem poder e que o silêncio também. Acredita que se você acreditar muito em alguma coisa,todos vão acreditar e tudo pode se realizar. Todas as letras espalhadas tentando se encaixar formando palavras e estas formando um humilde texto: são de minha autoria.Não que eu acredito que alguém realmente se interesse em publica-los,mas se for fazer isso: me avise.

Populares

Nathalia A. Abreu. Tecnologia do Blogger.