Sobre visitas e possibilidades.


Sobre visitas e possibilidades.
                                     
Acredito que todos nós temos um “E se...” em nossas vidas,uma curiosa quase que suicida de saber como tudo teria sido se tivéssemos trilhado outros caminhos.Caminhos menos perigosos e misteriosos,como as coisas teriam sido se tivéssemos escolhido o imprevisível.Em certos momentos a vida é como um programa de televisão.Aquela parte do programa em que você coloca fones no ouvido,não ouve absolutamente nada,e o apresentador começa a te oferecer centenas de coisas e você só pode falar “Sim ou não”.Se você for como eu,insegura o bastante para não se aventurar em um caminho desconhecido,você ficará muda.Não arriscará perder nada.

No entanto,temos que perceber que quando resolvemos deixar as coisas como estão,não perder nada...Acabamos por deixar de ganhar coisas também.Não quero que me julguem por nada,não quero ser julgada por decidir trancar a porta do meu coração com mil trancas a mais,afinal só eu sei como é ter a porta ‘’arrombada’’ e nunca mais conseguir a chave de volta,você deixa uma visita entrar e ela bagunça a sua casa toda.Depois disso,você se torna mais cuidadosa(o) ao deixar alguém entrar: “Olhe o jardim,mas não ouse passar disso”,é um instinto de proteção e,inevitavelmente,de reclusão.

Proponho um dia que acabe com todos os ‘’E se...’’,um dia em que tudo será possível,tudo menos o medo.O medo de não tentar,o medo de não conseguir e,principalmente,o medo de sair do lugar de conforto.Depois desse dia,o seu mundo pode estar de pernas para o ar e,talvez,você se arrependa...E,eu não sei pra você,mas eu prefiro me arrepender de ter feito alguma coisa do que não ter feito e me arrepender mesmo assim.Ou,você pode ficar muito feliz ao ver o que o outro lado da ponte te reserva,você só precisa dar o primeiro passo e seguir a trilha.

Pode parecer um conselho irresponsável,porém “Se jogue!” se joga em tudo de bonito que a vida pode oferecer,e,se em alguns momentos,você não consegue enxergar a beleza na primeira vez,tente de novo,vá mais fundo.Não tenha medo de machucar o seu coração,manter a porta fechada e não sentir nada pode ser pior do que sentir alguma coisa.Se não der certo,você sabe muito bem como consertar a porta e conservar a casa para quando outra visita chegar.Pois,sempre existem outras visitas esperando para conhecer a linda casa que você tem aí dentro.

Ps: Só não bagunce demais.

Mais informações »

Quem sou eu

Minha foto
Carioca,leonina,amante da noite e do frio,a ''psicóloga'' de todos os seus amigo e acredita que a vida pode ser mesmo um palco,uma passarela ou qualquer coisa que tenha você no centro de tudo. Acredita em Deus,mas não no Deus de todo mundo. Acredita em anjos,mas estes estão bem aqui,na terra. Acredita em milagres e que eles vem de você. Acredita que as palavras tem poder e que o silêncio também. Acredita que se você acreditar muito em alguma coisa,todos vão acreditar e tudo pode se realizar. Todas as letras espalhadas tentando se encaixar formando palavras e estas formando um humilde texto: são de minha autoria.Não que eu acredito que alguém realmente se interesse em publica-los,mas se for fazer isso: me avise.

Populares

Nathalia A. Abreu. Tecnologia do Blogger.